Tratamentos

Depressão, Ansiedade, Síndrome do Pânico, Fobias, Estresse, Transtorno de Humor, Traumas, Transtorno Bipolar, Luto, Problemas de Relacionamento, Ciúmes, Medo, Angustia, Dificuldades no Relacionamento familiar, Amadurecimento Emocional, Orientação aos Pais, Questões Psíquicas em Geral

Heloisa Brandao - Doctoralia.com.br

Atendimentos Presenciais

O serviço segue as normas do Código de Ética Profissional do Psicólogo, e nessa modalidade presencial não há limites de sessões.

A terapia com o adulto se dá através de conversas que o levam a reflexões constantes. É muito importante a empatia com a psicóloga logo no primeiro encontro, o que varia de pessoa para pessoa, pois é preciso que se sinta bem para falar e confiança na psicóloga. Os encontros são semanais com sessões de 50 minutos. Durante o tratamento poderão existir trocas por whatsapp e e-mail, sendo uma ferramenta de complementação aos atendimentos.

O tempo da terapia pode variar de acordo com as questões de cada um. O tratamento se baseia na confiança e no respeito, ocorrendo assim um sigilo sobre todas as questões tratadas. Durante o trabalho é criado um ambiente favorável, sem criticas ou prejulgamentos, para que o paciente sinta-se bem para falar, um lugar onde poderá trazer seus sonhos, fantasias, desejos. O terapeuta escuta e faz as ponderações necessárias para uma maior reflexão. Com o tempo as questões inconscientes vão se tornando conscientes ocorrendo assim uma mudança em seus sentimentos e ações, muitas das vezes, sem que a pessoa se de conta disso.

Atendimento Online

O Atendimento Psicológico Online é uma modalidade regulamentada pelo Conselho Federal de Psicologia através da resolução nº 11/2012,
em que o psicólogo realiza atendimentos por vias virtuais.


Os atendimentos são feitos por meio de vídeo ou voz e tem o objetivo de oferecer serviços psicológicos específicos, ele ocorre de forma semelhante ao atendimento presencial, seguindo os mesmos princípios éticos de sigilo e privacidade.

O Atendimento Psicológico Online é realizado por voz ou vídeo através do Skype, sendo que o cliente devera ter o Skype instalado em seu computador, tablete ou celular. Oriento que a pessoa esteja no momento da sessão em um lugar tranquilo sem interferência de outras pessoas, onde tenha privacidade.

Aconselha-se a não usar computadores públicos e certificar-se da segurança de seu equipamento, desative as opções “salvar senhas” do seu navegador e a opção de guardar histórico de seu Skype. É importante também proteger o seu computador com um programa antivírus e firewall.

Porém, devo ressaltar que qualquer meio eletrônico não é infalível e pode apresentar vulnerabilidade quanta as informações que por ele transitam. Deste modo os serviços mediados por computador não podem ser considerados como tecnicamente sigilosos e seguros.

Os encontros acontecem semanalmente, com duração de 50 minutos com dia e hora marcados. Os pagamentos das sessões deverá ser feito através de deposito bancário em conta corrente ou transferência bancaria, realizado com no mínimo 24 horas de antecedência do dia marcado para consulta e o mesmo somente será realizado após compensação. Se por algum motivo o paciente ficar impossibilitado de realizar a consulta, deverá avisar com 24 horas de antecedência para que possa reagendar a consulta, caso não entre em contato para avisar ou cancelar, a consulta será cobrada da mesma forma.

O Atendimento Psicológico Online oferecido por este site é destinado exclusivamente a pessoas maiores de 21 anos de idade.

Este atendimento online não é indicado a tratamentos de distúrbios psicológicos graves ou pacientes em crises acentuadas de descontroles emocionais. Estes casos são específicos para atendimentos presenciais.

Para agendar seu horário, envie seu e-mail para hbbrandao@yahoo.com.br ou agende pelo WhatsApp (22) 992061046 com os seguintes dados:

  • Nome Completo;
  • Email de contato;
  • Telefone;
  • Cidade e Estado;
  • Assunto do contato e descrição breve da questão que deseja elucidar

FONTE: https://site.cfp.org.br/cfp-publica-nova-resolucao-sobre-atendimento-psicologico-online/

Sobre a Psicóloga

Psicóloga formada pela Universidade Federal de Juiz de Fora – MG em setembro de 2003, dedico-me continuamente a participar de grupos de estudo e cursos de extensão. Realizei pesquisa e estágios na área de Psicologia Hospitalar, no Hospital Universitário (UFJF), onde realizei estágio na enfermaria cirúrgica com atendimentos individuais e em grupos.

Trabalhei em ONGS, realizando trabalho voluntário e escrevi artigos para o Jornal o Debate de Rio das Ostras. Com uma abordagem de Orientação Psicanalítica, atendo crianças, adolescentes e adultos, ajudando-os a encontrar o equilíbrio emocional necessário para que possam melhorar a sua qualidade de vida. Atuo como Psicóloga Clínica há 16 anos, tendo experiências com casos de depressão, ansiedade, medos, dificuldades no relacionamento afetivo, pânico, vivencias traumáticas, luto, dentre outros.

Galeria de Fotos

Algumas fotos do consultório

Artigos

Fique atualizado com dicas e artigos.

Aprenda a se perdoar...

10 de novembro de 2020


 Precisamos aprender a nós perdoar 

Costumamos nos culpar por muitas coisas e ficamos alimentando isso, e toda vez que alimentamos, isso só cresce dentro de nós. Mas, será que não deveríamos fazer o contrário, nos perdoar? A primeira pergunta que nos fazemos é: eu não deveria ter feito diferente?
E aí vai a reflexão: Deveria? Talvez, quem sabe, mas, será que naquele momento você poderia ter feito diferente? Será que estava emocional organizada para isso? Nós fazemos o que podemos naquele determinado momento.
Não devemos esquecer que somos seres em construção, em constante mudança, o que você pensa e sabe hoje é diferente do que foi meses atrás, anos atrás. Estamos em constante evolução, mudamos de ideia, amadurecemos, aprendemos a cada dia. Como dizia Raul: "Prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo".

Pense nisso!

Heloisa Brandão - Psicóloga

Pensamento negativo e pessimismo podem aumentar chances de desenvolver Alzheimer

10 de novembro de 2020


 Pensamentos negativos frequentes ao longo da vida podem estar ligados a um declínio cognitivo, o que levaria a maiores chances de desenvolver Alzheimer. É o que aponta uma pesquisa desenvolvida pela University College London, que analisou o efeito do pessimismo em mais de 350 pessoas, divulgada pela CNN.

Segundo a pesquisa, a preocupação frequente com o futuro e a visão negativa em relação ao mundo seriam responsáveis por um aumento no número de duas proteínas (tau e beta amilóide), ambas ligadas ao Alzheimer. Os pesquisadores analisaram os participantes durante um período de dois anos através de exames de PET (tomografia por emissão de pósitrons).

As varreduras mostraram que as pessoas que passaram mais tempo pensando negativamente tinham mais acúmulo de tau e beta amilóide, pior memória e maior declínio cognitivo em um período de quatro anos, em comparação com as pessoas que não eram pessimistas. O estudo também testou os níveis de ansiedade e depressão e encontrou maior declínio cognitivo em pessoas deprimidas e ansiosas.

"Este é o primeiro estudo que mostra uma relação biológica entre o pensamento negativo repetitivo e a patologia da doença de Alzheimer, e oferece aos médicos uma maneira mais precisa de avaliar riscos e oferecer intervenções mais personalizadas", disse o neurologista Dr. Richard Isaacson ao site da CNN, fundador da Clínica de Prevenção de Alzheimer do NYork-Presbyterian e no Weill Cornell Medical Center, que não estavam envolvidos no estudo.

"Isso não significa que um período de pensamento negativo a curto prazo causará a doença de Alzheimer", disse Fiona Carragher, chefe de política e pesquisa da Alzheimer's Society em Londres. "Precisamos de mais investigações para entender melhor isso. A maioria das pessoas no estudo já foi identificada como tendo maior risco de desenvolver a doença de Alzheimer; portanto, precisamos ver se esses resultados ecoam na população em geral", disse ela ao site da CNN, "e se o pensamento negativo repetido aumenta o risco de Própria doença de Alzheimer", finaliza.

Fonte: https://s.extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/pensamento-negativo-pessimismo-podem-aumentar-chances-de-desenvolver-alzheimer-24468486.html 

Atendimento São José - Campinas - SC

27 de setembro de 2019

Atuo com clinica há 16 anos, tenho ampla experiência em conflitos familiares, amorosos, no trabalho, autoconhecimento, ansiedade, estresse, depressão, luto, pânico. Acredito que pessoas que se conhecem melhor e se aceitam como são, tem uma vida mais feliz e equilibrada.

Agende sua sessão: 48 999315930 ou agende sua sessão online:

Heloisa Brandao - Doctoralia.com.br





Entre em contato

Deixa sua mensagem ou dúvida abaixo e terei prazer em respondê-lo.

Você também pode me encontrar no endereço, email e telefones abaixo: